segunda-feira, 18 de julho de 2011

Segredo compartilhado: Shimeji dos restaurantes japas

É inegável que o shimeji na manteiga é um grande sucesso nos rodízios. Apesar de sofrer algumas variações de restaurante para restaurante, ganhando como companhia shitake, lulas ou camarões, em geral a base de shoyo e manteiga se mantém em todas receitas.

Normalmente servido em um tepan ou embrulhado em alumínio, a grande queixa dos nossos visitantes e frequentadores em geral é que alguns estabelecimentos servem diminutas porções ou ainda restringem repetições. E aí fica o famoso gosto de "queria mais" para aqueles que são fãs desse delicioso cogumelo.

Para ajudar nossos visitantes, resolvemos compartilhar com vocês a receita-base do Shimeji na manteiga. Com a receita em mãos, vale fazer um monte para matar vontade, chamar os amigos para impressionar com a receita, inventar variações enfim... cada um vai poder aproveitar como achar melhor.

A receita vem diretamente do True Happy Nest", blog da mãe da Stella que traz uma série de receitas sempre explicadinhas e acompanhadas do passo a passo com fotos para ninguém errar a mão. Nesse post que indicamos, ela cede a cozinha para o marido que compartilha todos os segredos para que o seu shimeji na manteiga saia direitinho em míseros 10 minutinhos! :)

Aqui vamos postar os ingredientes e modo de fazer, mas se quiser ver no detalhe e acompanhar para ver se a sua própria receita está saindo certinha, vale seguir as orientações aqui!

Ingredientes:
200 gramas de cogumelo shimeji
50 gramas de manteiga sem sal
2 colheres (sopa) de saquê
2 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)
1 pitada de glutamato monossódico
Modo de fazer:
Separe os ingredientes

Preparo:
O shimeji é vendido em bandejinhas, na forma de um bloco compacto de pequenos cogumelos. Separe em tufos e lave em água corrente.Escorra bem e reserve. Coloque a manteiga em uma wok, ou em uma panela comum. Leve ao fogo e deixe derreter. Quando a manteiga estiver totalmente deretida junte o shimeji limpo e escorrido. Quando a manteiga estiver totalmente deretida junte o shimeji limpo e escorrido. Misture bem e deixe refogar de 2 a 3 minutos. Misture e junte o shoyu. Misture novamente. A seguir adicione uma pitada de glutamato monossódico. Misture delicadamente, refogue mais 1 minuto e desligue o fogo.Tempo total de preparo da receita: 10 minutos.

Para os fãs de shimeji de plantão, ficam aqui ainda algumas dicas e curiosidades:

  • Os deliciosos cogumelinhos possuem duas versões que são mais comuns no mercado, o shimeji branco e o shimeji preto. Apesar da diferença de coloração e um pouco na textura (o branco é mais macio e o preto mais durinho), ambas servem para a confecção da receita;
  • Em geral os restaurantes costumam a adotar a versão branca do shimeji. Isso em parte se deve ao preço mais camarada que ela oferece, principalmente se você for comprar na Liberdade. A diferença pode ser de até 30% de preço em relação ao shimeji preto. Já em alguns atacadistas como o Makro, por exemplo, os preços se invertem e a versão escura do cogumelo vale mais a pena;
  • Ainda falando em compra, o preço das bandejas de 200g pode variar - e muito - dependendo de onde se compra. Em geral, nos grandes mercados essas bandejas variam entre 8 até 12 reais enquanto em atacadistas e na Liberdade varia entre 6 e 8;
  • Se você estiver de dieta, o shimeji é uma boa opção pelas calorias reduzidas. Porções médias tem algo entre 13 e 20 calorias (obviamente sem a manteiga e shoyo). Porém, você pode usar shoyo light e substituir a manteiga por um pouco de azeite e o resultado ficará bem parecido e as calorias bem menores;
  • O shimeji é tão querido que tem até alguns tópicos na Wikipédia. Vale espiar para saber mais sobre a origem, como se cria e quais suas variações.

5 comentários:

Anônimo disse...

E quando coloco o saque?

Marcos Britto disse...

Kkkkkkkk o saque deve ser pra beber !!! Receita FAIL

Anônimo disse...

A receita vai saque sim... Kkkk... Povo besta... Kkkkk

Eduardo Rivarolli disse...

O saquê é colocado Junto com o shoyo

Unknown disse...

O branco é mais duro e o preto é aquele que TODO Restaurante Japa BOM deveria oferecer aos clientes que curtem uma boa comida japonesa