sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Warabi e o reveillon do "Vou no Japa"

E terminou 2009! Assim como a grande maioria das pessoas que adotam o calendário gregoriano ficamos pensando no que faríamos durante o Reveillon, já que pra variar praias estariam lotadas e não queríamos pessar a virada em São Paulo. Eis que surge a idéia de ir para Maringá, cidade vizinha de Visconde de Mauá, no Rio de Janeiro e que já havíamos visitado, conhecer o Warabi, uma pousada com clima oriental e restaurante japonês combinados em um único empreendimento. O bacana é que o pacote do Reveillon já incluía ceia japonesa e o mais interessante: café da manhã japonês para os mais adeptos a novidades (servem por padrão café da manhã "tradicional" com pães, geléia, sucos, frios e frutas, logo se quiser experimentar o café "japa" tem de reservar com o staff no dia anterior).

Acomodações: As instalações do Warabi são muito simpáticas, com um belo jardim japonês, laguinho com trutas e tartarugas e estacionamento gratuito em seu terreno. O restaurante aconchegante possui um também um deck de madeira para um almoço ou jantar em contato direto com a natureza (onde optamos por saborear nosso café da manhã a maioria dos dias de nossa estada). Tudo simples mas organizado.

Os proprietários Sérgio e Edna são experientes na arte do sushi. Antigos donos do restaurante homônimo em São Paulo no bairro de Moema, um dia cansaram-se das rotinas de rodízio com casa cheia e resolveram fugir para Visconde de Mauá, onde abriram a pousada Warabi e a lanchonete "Pingo de mel". Edna então passou a se especializar
em sushis diferenciados e desde então o Warabi conta com opções de hospedagem, petiscos e culinária japonesa em suas instalações.

Gastronomia: começaremos a resenha pelo diferente café da manhã japonês. Já imaginou despertar ao sabor de gohan, teppan de anchova, sushis e ban-chá? Podemos afirmar que um choque de culturas ocorre à primeira vista. Mas quem vence a resistência é recompensado por sabores únicos na região. Uramakis de salmão fresquinho e skin preparados na hora pela chef Edna, acelga levemente temperada, misoshiru, gohan e teppan de anchova. Acredite ou não, apesar de não parecer a seleção mais leve para quem acaba de acordar a combinação cai super bem e ajuda a dar aquela despertada. Na sequência são ainda servidos chá (ban-chá) , suco de frutas (opções variadas), frutas e bolo com cobertura de coco. Adeptos da novidade passamos a optar sempre pela variação japonesa do café!

A ceia: Nossa real expectativa, já que aqui experimentaríamos as famosas criações de Edna.
Somos recebidos com uma salada de harussame com camarão, bastante leve para abrir o apetite. Na sequência porção de mariscos vinagrete e molho de vinho branco, super frescos e saborosos. Para encerrar a entrada, harumaki de bacalhau bem sequinho e com recheio generoso e casquinha de siri empanada, uma iguaria.

Chega então o sashimi. Porção de salmão e atum com borda levemente tostada e envolto em gergelim. A qualidade do peixe novamente é inquestionável, em especial do atum muito saboroso (entre os melhores que já experimentamos). Infelizmente a porção é gourmet e só não nos deixa o "gostinho de quero mais" por saber que os nigiris e makis estão a caminho.

Como último prato chega a famigerada tábua de Edna à nossa mesa. Vários conhecidos e alguns pouco usuais co-habitam o espaço. Entre os mais comuns: acelgamaki, skin nigiri (bem sequinho), skin uramaki e hossomaki de salmão, todos muito bem preparados. Entre as novidades: hossomaki de tamago (omelete japonês super fino), nigiri de truta defumada (imperdível), ovas e nigiri de cogumelo (muito bom, mas veio apenas uma unidade). A tábua conta ainda com mais sashimi de salmão, atum e peixe branco (este último bom, mas não se comparando aos dois primeiros) e uma porção de hot-rolls generosa, super sequinha e saborosa.

Para celebrar a virada de ano foi servido ainda o mochi da sorte, um equivalente japonês das nossa sopa de lentilha ou das romãs para trazer prosperidade durante o novo ano.


明けましておめでとうございます (Akemashite Omedetou Gozaimasu)
FELIZ ANO NOVO!

O Warabi faz bonito ao honrar Visconde de Mauá com sabores orientais. O preço não é baixo, em especial pela dificuldade de se conseguir insumo na região mas os 500km rodados por Sérgio repetidas vezes durante o mês garantem peixe sempre fresquinho mesmo longe dos grandes centros. A preparação e apresentação dos pratos também são dignos de elogios, méritos da sushiwoman.
Por fim a simpatia do casal proprietário realça o tempero da casa, ou seja, vale a pena dar uma passada no Warabi mesmo que não esteja hospedado em um de seus chalés, pedir um combinado e bater papo!

Se sua idéia porém é também aproveitar para se hospedar, avisamos que as vagas no Warabi são disputadas, tentamos reservas para o Reveillon em 2008 e não conseguimos, assim aconselhamos entrar em contato com eles no máximo até Outubro. Ou então optar por uma visita fora de temporada.

Equipe Vou no Japa

***************************
Avaliação:

Preço:

***************************
Warabi
Estrada Maringá - Maromba, s/n (é fácil reconhecer pela fachada japonesa. Fotos em nosso Picasa)
Tel.(24) 3387 1143

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Novos equipamentos!

Como já devem ter percebido a qualidade das imagens entre resenhas varia bastante. Muito nítidas em alguns, embaçadas ou escuras em outras.

Isso não se dá por acaso. Até a presente data vínhamos lutando com um problema técnico bastante crítico: a disponibilidade de máquinas fotográficas decentes. Basicamente as fotos em sua maioria foram tiradas com:

Sony Cybershot DSC-P93
Resolução: 5Mpx
Qualidade: Boa

Kodak EasyShare C743
Resolução 7Mpx
Qualidade: Regular



HTC S711
Resolução 2Mpx
Qualidade: Pobre





Ocorre que finalmente adquirimos material de primeira linha (considerando que o blog se trata de um hobby e portanto investir uma fortuna numa Canon DSLR está fora de questão):

Blackberry Bold
Resolução: 3.2Mpx
Qualidade: Regular




Sony Cybershot DSC-W220
Resolução: 12Mpx
Qualidade: Ótima




Panasonic Lumix FZ-35
Resolução: 12Mpx
Qualidade: Excelente




Com as novas adições estamos agora parapetados para conseguir fotos mais nítidas, bonitas ... e saborosas!



Equipe Vou no Japa